Parto domiciliar


(3)


PARTO DOMICILIAR

Saiba por que o parto domiciliar é uma excelente opção para quem busca um parto humanizado com menos ou nenhuma intervenção.


Porque:


  • a gestante dará a luz no aconchego do seu lar;


  • a gestante escolherá quem irá acompanha-la durante o parto;


  • o plano de parto, que a gestante redigiu, será respeitado;


  • a gestante escolherá a posição que dará a luz;


  • a gestante escolherá como será seu parto; 


  • o parto será realmente humanizado;


  • será respeitada a fisiologia do parto;


  • ninguém apressará o tempo do bebê nascer;


  • será respeitado o tempo do bebê;


  • o cordão umbilical do bebê não será clampeado assim que ele nascer. Será aguardado o cordão parar de pulsar;


  • a primeira coisa que o bebê verá assim que nascer, será a mãe;


  • o primeiro lugar que ele conhecerá depois do útero, será o colo da mãe;


  • a mãe poderá amamentar seu bebê logo após o nascimento;


  • o bebê nascerá em um ambiente quentinho e aconchegante, cercado de muito amor e carinho;


  • segundo evidencias científicas, ele não precisará ser furado para receber a vitamina K e tão pouco colocarão um colírio em seus olhinhos, o que pode causar mais danos do que não usar, se assim for vontade da mãe;


  • segundo BMJ, Jhonson e Daviss, 2005, de 5.418 partos domiciliares planejados, 12,1% foram transferidos para hospitais, sendo que, 1,7% tiveram morte perinatal (similar ao parto hospitalar); 3,7% de cesarianas;


  • Amelink-Verbug, et al., 2007, realizaram um estudo na Holanda com 280.000 partos domiciliares planejados, 11,2% tiveram transferências hospitalar de urgência;


  • caso precise de uma transferencia para o hospital, por alguma eventualidade, será feito, conforme o planejamento;


  • circular de cordão não é indicação de cesárea;


  • apresentação pélvica do bebê não é indicação absoluta de cesárea;


  • há manobras muito eficientes para parto pélvico; 


  • uma ou mais cesáreas anteriores não é indicação de mais uma cesárea;


  • antecedentes de distorcia de ombros não é indicação de cesárea;


  • idade gestacional ≥ 40, 41 ou 42 semanas não é indicação de cesárea;


  • diabetes mellitus e hipertensão arterial gestacionais, não são indicações absolutas de parto cesárea;


  • bebê grande não é indicação de cesárea, nem bebê pequeno;


  • mecônio não é indicação absoluta para parto cesárea;


  • gestação de gemelar não é indicação absoluta para cesárea; 


  • as enfermeiras obstetras e obstetrizes são capacitadas para dar assistência ao parto domiciliar;


  • as enfermeiras obstetras e obstetrizes são treinadas para para atuar em situações de urgência e emergência, como hemorragias e reanimação neonatal;


  • segundo evidencias científicas, partos assistidos por enfermeiras obstetras e obstetrizes sofrem menos intervenções;


  • em países desenvolvidos como a Holanda, 25% dos partos são domiciliares;


  • Porque simplesmente é seguro!